Feeds:
Posts
Comentários

Archive for julho \12\UTC 2009

Flores e Rosas

Hoje o samba está torto
O pandeiro brigou com suas mãos
Hoje o samba fala da dor dos outros
E essa dor fala direto ao coração

Que casal bonito aquele
Ele só tem olhos pra ela
Ela não suporta olhar pra ele

Tudo por causa de uma rosa
Maldita rosa com seus espinhos
Ele ama a outra flor
Mas sucumbiu aos seus carinhos

Que história triste aquela
Que rapaz mais sem juízo
Trair mesmo amando a ela

Que fique a lição do samba
Que fique a lição da rosa
Não se trai a quem se ama
E a rosa não ama a ninguém

« Marcos Vinícius »

Anúncios

Read Full Post »

Ladainha

Tua voz me dói o peito
Com ela não posso pensar direito
Teu choro me trava a alma
Peço a ti para ter calma

Não é a primeira vez
Nem talvez seja a última
Mas vou descendo pro jardim
E talvez assim eu durma

Durma inundado em pensamentos
Durma envolto em gotas de orvalho
Durma com estrelas no firmamento
Durma como um hóspede de berçário

Quando acordar te trarei flores
E nelas haverá um bilhetinho
Não será um recado de amores
Será algo para ler baixinho

“Para de brigar e passa a conversar
Para de dizer que ficará sozinha
Eu te amo muito e vou voltar
Então para a Ladainha”

« Marcos Vinícius »

Read Full Post »

A moça que permeia meus pensamentos

Ela é comigo como não é com mais ninguém
Nem mesmo comigo quando há mais alguém
Ela é constantemente envolta em mistério
Mas eu nunca levo essa névoa a sério

A mim ela é um anjo de meiguice e doçura
Mas se me ouve dizer isso sua resposta é dura
A mim ela confessa sentimentos e desejos
Nem eu mesmo esperava vê-la tê-los

Há um encaixe perfeito em tantas nuances
Há amor, contrariando todas as chances
Há carinho, respeito, amizade, paixão e amor talvez
Há duas vontades e um só caminho, vejam só vocês

Essa moça pode fingir ou negar
Pode até mesmo fugir pra estudar
Mas a mim ela não engana
Hoje essa moça me ama

« Marcos Vinícius »

Read Full Post »

Como heróis vencidos
Falando das vitórias do passado
Para esquecer as derrotas do presente

Como quem procura cupidos
Montado num cavalo alado
Pensando se um dia pisará no chão novamente

Como um ser recém esculpido
Em bronze e aço escovado
Achando que é de prata reluzente

É assim o novo sentido
Que deram ao meu português amado
Hoje uma língua tão diferente

« Marcos Vinícius »

Read Full Post »

Se um dia tu pensares

Atrás dos olhos e olhares
Além dos sete mares
Por cima dos prédios
E por todos seus andares

Procuraste amor em copos
Semeaste desejo nos corpos
Mas não achaste nada além do vazio
Sorrisos não vinham aos rostos

Verás como foste tola
Verás como foste boba
Verás o que não vias
E terás uma surpresa das boas

Por entre ruas e bares
Por todos os lugares
Olhando de um pro um
Procurando entre milhares

Quando te esqueceste de olhar pra ti
Esqueceste-te de olhar pra si
Só lembraste-te de teu passado
Esqueceste-te de olhar pra mim

Acorda agora com o vento frio destas tardes
Pensa no hoje, no futuro, no mal que tu causaste
Ah como seria bom ouvir o teu pensar
Se um dia tu pensares

« Marcos Vinícius »

Read Full Post »