Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \31\UTC 2009

Curta: O amor

Simplesmente Amor (por Marcos Vinícius)

Simplesmente Amor (por Marcos Vinícius)

Amor é simples, não complique, simplemente ame… =)

Anúncios

Read Full Post »

Got it? Get her!

Get in real
Get things done
No more passion to feel
That girl is gone

You took so long
You didn’t get on the train
Now you’re alone
Hiding your tears in the rain

If you really want her
If you want to stop the pain
Put yourself together
And hit the road again

Catch up her on the next station
Hold her in your arms and kiss her very strong
If she can’t avoid the hesitation
Well, like John said: “this ain’t a love song”

« Marcos Vinícius »
experimentando idiomas…

Read Full Post »

Samba do ex-canalha

Sorrir pra quem se ama
Tomar café na cama
Esperar a chuva passar juntinho
Dormir fazendo carinho

Olhar o horizonte na alvorada
Olhar nos olhos na madrugada
Alegria que não cabe em si
Eu desejo tudo isso pra ti

Pra que possas viver feliz
Pra que possas viver mais
Pra que possas esquecer o que fiz
Pra que eu possa viver em paz

« Marcos Vinícius »

Read Full Post »

Colar de Pérolas

Colar de Pérolas (por Marcos Vinícius)

Colar de Pérolas (por Marcos Vinícius)

Para Luu, com carinho…


Colar de Pérolas

É bom acha surpresas pelo teu dia
Encontrar tesouros no meio da vida
Dar de cara com uma pérola em meio a conchas vazias
E depois ver que essa pérola não está sozinha…

…GRAÇAS!

Outro dia encontrei uma pérola
E ao trazê-la para mim tive outra alegria
A pérola era pingente de uma corrente bela
De ouro ela era feita, ela reluzia

O colar era valioso
Mas não tive chance de usá-lo
Até o coloquei no pescoço
E então fui guardá-lo

Agora eu vim polir esse colarzinho
Não é por não usar que não te tenho carinho
Na vida me sinto rico por ter esse tesouro
E no meu baú de amigos está você colar de ouro…

« Marcos Vinícius »

Read Full Post »

Era uma outra vez…

Era uma outra vez... (por Marcos Vinícius)

Era uma outra vez... (por Marcos Vinícius)

Era uma outra vez

Era uma vez…

Um casal que tinha muito
Em comum, mas a frieza
E timidez escondiam o “interesse”
Mútuo…

Depois de deixarem
De bobagem se entregaram
Ao calor da paixão e o
Amor nasceu…

Afinal, quando surge o
Amor, quem liga em
Se derreter um pouco?
“Onde há vontade há um
Caminho…”

É outra vez…

« Marcos Vinícius »

Read Full Post »

In the sky with Diamonds

In the sky with Diamonds (por Marcos Vinícius)

In the sky with Diamonds (por Marcos Vinícius)

Where’s Lucy?


In the sky with Diamonds

Agora sempre chove quando saio
(É bem comum no mês de maio)
O céu chora trazendo a chuva
As lágrimas descem lavando a rua

Mas, assim como o choro, nem toda chuva é tristeza
A água deixa no céu uma certa beleza
Que passa desapercebida a um olhar menos atento
Mas que em alguns consegue tocar lá dentro

Como o senhor que vi dividir o guarda-chuva com um vira-latas
De repente, assim do nada
E o cão não sacudiu-se para ao senhor não molhar
Os dois conversavam na troca de olhar

A chuva passou e ficou apenas o vento
Surgiu um arco-íris no firmamento
Para as “pessoas-de-puca-fé” poderem lembrar
Que a toda hora a magia está no ar…

« Marcos Vinícius »

Read Full Post »

Pulsão Literária

Por quê? Pra quem? O que?

Escrevo sobre o que penso, acredito, sinto e vejo, sem que isso seja necessariamente parte de minha vida. Tenho o estranho hábito de colocar-me no lugar de outra pessoa, alguém que vi alguns segundos no trânsito cantando no sinal fechado me põe a escrever amores, uma dor de saudade de uma amiga me faz escrever de dores, rever alguém que cuja amizade eu tento conquistar me faz escrever sobre alegria, ouvir uma música com letra que toca me faz escrever sobre a vida… É isso que escrevo, sobre a vida, seja a que vi, a que vivi, vivo e viverei, a que senti ou a que imaginei…

Escrevo para mim, para colocar os pensamentos em ordem, verbalizar idéias… Tenho uma linha de raciocínio caótica (muitas palavras por segundo), então escrever foi uma forma de praticar o ‘se fazer entender’ para alguém além de minha própria pessoa… Passei a escrever pra qualquer um que tivesse a mente aberta e o coração atento…

Pensando mal ou pensando bem, passei a escrever para que outros pensassem comigo… Escrevo como quem conversa, como quem confessa, consigo, com outros, com todos e ninguém, tentando pensar com emoção e sentir com inteligência, e qual foi minha surpresa ao em alguns casos conseguir com meus braços abraçar corpos, como minha boca beijar rostos e com as palavras tocar a alma…

Escrevo por escrever, escrevo pra mim e pra você, palavras pra se ler…

« Marcos Vinícius »
A quem puder interessar…

Read Full Post »

Older Posts »